Conhecendo mais sobre Gerald Gardner

O texto a seguir pode ser encontrado no livro "O guia da tradição wicca para bruxos solitários" (título original "Wicca for one"), resolvi colocar esse texto que fala mais sobre a vida de Gerald B. Gardner, sobre a convivência de Raymond Buckland com Gardner. Texto de Raymond Buckland
Visite também outra postagem nossa>>> Quem foi Gerald Gardner


"...Em 1954, o livro Witchcraft Today, de Gerald Brousseau Gardner (1884-1964) foi publicado. Tratava-se do primeiro livro de bruxaria escrito de fato por um praticante.
Até então - desde a invenção da imprensa, em meados de século XV -, tudo que já fora escrito sobre o assunto partira de caçadores de bruxas ou daqueles cuja única fonte de referência eram registros preconcentuosos desse tipo. A Publicação do livro de gardner veio para mudar tudo isso e só foi possível graças a revogação da última das leis Inglesas contra a Bruxaria, em 1951. A partir de então, todos os bruxos que ainda existiam puderam finalmente revelar as suas praticas, sem medo de serem perseguidos. Aqueles poucos que sobreviveram tinham, no entanto, aprendido com a lição; todos preferiam continuar incógnitos, longe dos olhares curiosos. Todos, com exceção de um, Gerald Gardner.
Gardner sempre fora facinado pela magia religiosa e passara a algum tempo estudando o assunto. Ele vivera a maior parte da vida no oriente e tinha conhecido os dayaks, os caçadores de cabeça de Bornéu, e os costumes e crenças de muitas tribos nativas da região. Quando se aposentou e voltou para Inglaterra, na década de 30, para sua grande surpresa e satisfação, Gardner encontrou um covem remanecente de bruxos, na região de New Forest. Esse covem só se revelou a Gardner em virtude de seus antecedentes e do conhecimento que ele acumulara em magia religiosa, além do fatos de ter tido uma ancestral que morrera na fogueira em 1640, na Escócia, sob acusação de Bruxaria. Ele foi convidado a se juntar ao grupo e, posteriormente, iniciado. Gardner ficou encantado com a possibilidade de pertencer ao grupo, uma vez que, ao seus olhos, a Bruxaria não era, nem remotamente, a pratica maléfica e demôniaca que sempre se julgara, mas sim o que restara de uma antiga religião pré-cristã. A sua vontade era sair pelo mundo anunciando o quanto essa visão era equivocada. Evidentemente ele não teve permissão para fazer isso. Explicaram-lhe que o grupo só conseguirá sobreviver por ter se mantido em segredo. No entanto, alguns anos depois, com a morte da lider do grupo e a revogação da última lei contra a Bruxaria, Gardner públicou um livro (Witchcraft Today, Rider, Londres, 1954) - A primeira obra realmente escrita por um praticante de Bruxaria e que mostrava um outro lado da história assim como ela era vista pelos Bruxos. esse seria o início de todo o ressurgimento da Bruxaria como religião e do seu posterior estabelecimento como uma prática diária aceita no mundo todo. Atualmente, ela é a religião que mais cresce nos Estados Unidos.
Se Gerald Gardner não tivesse plantado as sementes que reavivaram a centelha de interesse pela Bruxaria, é quase certo que a antiga religião acabaria se extinguindo. Nos Estados Unidos, fui eu mesmo, um discipulo de Gardner, que introduziu a Wicca e fundou o primeiro covem norte-americano moderno. Quando o livro de Gardner deixou de ser públicado, eu escrevi Witchcraft From the Inside (Llewellyn: St. Paul 1970), para preencher a lacuna que ficara e dar prosseguimento a linha de informação apartir da fonte.
Como previsto, a reação do público diante das revelações de Gardner foi a mais variada. Muitas pessoas viram, no que Gardner tinha a dizer, um tentador vislumbre de um modo de vida com que elas nem ousavam sonhar. Aparentemente, havia muitas pessoas insatisfeitas com a religião organizada cristã e estavam em busca - consientemente ou não - de uma religião honesta, focada na terra, assim como a Bruxaria que Gardner anúnciava. Além disso, quando Gardner apresentou o seu trabalho e expressou a sua crença de que o coven ao qual pertencia era provavelmente o único que ainda restava, para a sua satisfação e surpresa, ele soube que havia outros grupos espalhados por toda Europa, também crentes de que eram o último coven remanecente. Aparentemente, a Bruxaria não havia sido de fato eliminada; ela conseguira sobreviver, mesmo que em situação precária.
As pessoas começaram a escrever para Gardner, expressando o desejo de fazer parte da antiga religião. A Bruxaria, ou Wica, como Gardner preferia chamá-la (a grafia mais comun atualmente é Wicca), era uma religião de iniciados e, segundo a experiência de Gardner, organizava-se em covens. Havia uma hierarquia, com os líderes representado o Deus e a Deusa da antiga religião, e, na visão de Gardner, um sistema gradual de desenvolvimento. Tudo isso significava que era preciso tempo para absorver os recém-chegados. Muito vagarosamente (para desespero daqueles que aguardavam uma oportunidade para praticar a arte), os covens existentes começaram a se expandir e outros começaram a ser fundados. Gardner recebeu muitas solicitações dos Estados Unidos, mais não conhecia nenhum coven nesse país, para onde pudesse enviar os interessados. Ele então me convenceu a servir como seu porta-voz nos Estados Unidos, dando início a uma linhagem norte-americana da Wicca. Em 1963, eu fui para a Escócia e passei algum tempo na companhia da Alta Sacerdotisa de Gardner. Depois de algum tempo, fui iníciado e, junto com a minha mulher, considerei o nível de conhecimento necessario para comprir a minha tarefa nos Estados Unidos..."
Raymond Buckland herdeiro do livro das sombras de Gerald B. Gardner

2 comentários:

  1. Oi! sou Juliana do Brazil, e adoro os livros de bruxarias preciso estudar p/ entender mais sobre o assunto.
    Aqui na minha cidade não sei se tem um curso mas vou pesquisar.
    por que os preços dos seus livros é tão caro?
    Podia ser um preço mais acessível p/ nós comprarmos.
    Leitura é fundamental p/ quem está começando na magia.
    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações Juliana! Também somos do Brasil rs.
      Obrigado por comentar. Mas ficamos com um dúvida...Nós não vendemos livros, onde você viu algum livro que vendemos?

      Blessed be

      Excluir

Gostou? Não? Quer acrescentar algo? Comente!!!